terça-feira, 30 de dezembro de 2014

The Wave Pictures - Kiss Me

Instant Coffee Baby is the seventh album by The Wave Pictures, their debut on Moshi Moshi Records.


sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Jorge Palma - Espécie de Vampiro

Happy Halloween!!!!

Eu não sou quem tu desejas
Eu não sou aquele que beijas
Sou um mero pesadelo ou fantasia

Eu sou muito mais que velho
E intimido qualquer espelho
Sou o amigo mais funesto da poesia

Sou um tipo de morcego
Que é completamente cego
Embora, às vezes, seja fã do fritz lang

Sou uma espécie de vampiro
E quando sobre ti me atiro
É para saborear um pouco do teu sangue
Só para beber gota a gota o teu sangue

Tu não sabes de onde venho
Dás conversa a qualquer estranho
Ainda vais beijar-me os lábios docemente

Não confias nos teus pais
E acreditas que os jornais
Só relatam a verdade doutra gente

Sou um tipo de morcego
Que é completamente cego
Embora, às vezes, seja fã do fritz lang

Sou uma espécie de vampiro
E quando sobre ti me atiro
É para saborear um pouco do teu sangue
Só para beber gota a gota o teu sangue

É para saborear
Um pouco do teu sangue
Só para beber
Gota a gota do teu sangue

É só para beber
Gota a gota do teu sangue

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

António Pinto Basto - Mestre alentejano

Silêncio que se vai cantar o Fado!



Terra de grandes barrigas,
Onde há tanta gente gorda,
Às sopas chamam açorda
E à açorda chamam-lhe migas;
Às razões chamam cantigas,
Milhaduras são gorjetas,
Maleitas dizem maletas,
Em vez de encostas, chapadas,
Em vez de açoites, nalgadas
E as bolotas são boletas.

Terra mole é atasquêro,
Ir embora é abalári,
Deitar fora é aventári,
Fita de couro é apero;
Vaso com planta é cravêro,
Carpinteiro é abegão,
A choupana é cabanão
E às hortas chamam hortejos
Os cestos são cabanejos
E ao trigo chama-se pão.

No resto de Portugáli
Ninguém diz palavras tais;
As terras baixas são vais
Monte de feno é frascáli
Vestir bem parece máli
À aveia chamam cevada
Ao bofetão orelhada
Alcofa grande é gorpelha
Égua lazã é vermelha
Poldra “isabel” é melada.

Quando um tipo está doente
Logo dizem que está morto.
A todo o vau chamam porto
Chamam gajo a toda a gente
Vestir safões é corrente
Por acaso é por adrego,
Ao saco chamam talego
E, até nas classes mais ricas
Ser janota é ser maricas
Ser beirão é ser galego.

Os porcos medem-se às varas,
O peixe vende-se aos quilos
E a gente pasma de ouvi-los
Usar maneiras tão raras;
Chamam relvas às searas
Às vezes, não sei porquê
E tratam por vomecê
Pessoas a quem venero;
“não quero” dizem “na quero”
“eu não sei” dizem “ê nã sê”!

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Systema Solar - Ya Veras

http://www.systemasolar.com/

Systema Solar es un colectivo músico-visual de la región Caribe de Colombia, sus integrantes, provenientes de diversas latitudes territoriales y sonoras, han encontrado en las vibraciones afro Caribeñas un mar de posibilidades para realzar la fuerza y potencia de las músicas desde Colombia.



sexta-feira, 3 de outubro de 2014

E é isso, neste 1º single desta recente banda portuguesa, ficamos a saber que, indo ao Cais do Sodré,  praticamos a nossa fé.

quinta-feira, 5 de junho de 2014

The Handsome Family - Far From Any Road

Genérico de True Detective, faz parte do álbum Singing Bones e sendo provavelmente uma metáfora, descreve uma planta chamada Jimson Weed, que é um poderoso alucinogéno que cresce no deserto.
















segunda-feira, 19 de maio de 2014

sexta-feira, 9 de maio de 2014

terça-feira, 29 de abril de 2014

Ekta Moai - LIFT

http://ektamoai.bandcamp.com/

https://www.facebook.com/ektamoai

Os EKTA MOAI são uma banda portuguesa de rock alternativo oriunda da zona de Oeiras; Caracterizam-se por ter uma forte vertente instrumental centrada num Rock progressivo, aliada a temas vocalizados de carácter intimista, com inclinação para o etéreo e inesperado.


segunda-feira, 28 de abril de 2014

tUnE-yArDs - Water Fountain

Esta é novinha, no entanto, o video é um bocado estranho, deixou-me sem opinião sobre a música, vou ouvir outra vez:


SeaSick Steve - Party



















Já agora apresento-vos as guitarras do Steve!

The Three-String Trance Wonder













The One-String Diddley Bow














The Morris Minor Guitar








sexta-feira, 21 de março de 2014

Wild Δpes - Linger

Somos um trio formado no Verão de 2013 com uma vasta montra de influências musicais, desde Beatles a Arctic Monkeys, passando por Pink Floyd, The Clash, Neutral Milk Hotel, Tame Impala, The Strokes, Arcade Fire e por aí fora.. Tentamos fazer música de que gostamos, descontraída e com identidade própria. Já passámos por inúmeros projectos no passado o que nos permitiu ganhar experiência e à vontade com os nossos instrumentos, em estúdio e em cima do palco. É complicado definir o nosso som porque não temos mais do que duas músicas com a mesma sonoridade, mesmo dentro de uma só conseguimos juntar o indie mais alegre ao post-rock mais sombrio…de forma abrangente fazemos rock, às vezes mais rápido e directo, outras vezes mais lento e trabalhado.

Wild Δpes EP

Mr. Herbert Quain - Elective Affinities



Forgetting is a Liability

How I Learned to Stop Worrying and Start Loving the Waiting

quinta-feira, 20 de março de 2014

Stone Dead - Stone John



Sacar

Banda dos arredores de Alcobaça está de regresso com o seu segundo EP intitulado The Stone John Experience. Rock, direto, sem rodeios, poderoso. Muito próximo de um stoner rock com doses maciças de riffs, mas também próximo do blues, principalmente pelo uso da harmónica em temas como City e Stone John

O Deserto Branco - Baile de Finalistas



Sacar

Na bateria esteve o Nuno Pontes, no baixo o Raúl Avelar. O Mário Avelar, irmão do Raúl, tocou guitarra solo. O Martinho Lucas Pires produziu, cantou, fez segundas vozes, tocou guitarra ritmo e viola e um teclado. O Filipe Fernandes produziu, mandou um solo distorcido, fez segundas vozes e misturou. O Luís Gravito produziu, captou, tocou teclas e fez segundas vozes. O Silas Ferreira tocou dois teclados, e o Adriano Fernandes fez segundas vozes. O disco, esse, foi gravado no Promontório, no Casal do Chapim, e noutras casas perdidas em Londres e Lisboa, entre Julho de 2012 e Março de 2013. A masterização esteve a cargo do Sebastian. Todas as canções são da autoria do Martinho Lucas Pires, exceto o Teatro Académico, cuja música foi feita em parceria com o Sebastião Ribeiro. Agradecem-se às famílias Lucas Pires, Avelar, e Pontes; ao Filipe e ao Louie; ao Adriano, ao Silas, ao Pedro Lucas, ao Quica Xavier, ao Zé Gui e ao Manuel Matos; ao Tomás Cruz e ao Diego Armés; ao Filipe Sambado; e à Sara Amado, tudo gente que ajudou a isto que vocês têm na mão existir. O disco é dedicado aos Velhos e ao Tomás Van Zeller. É uma produção de 2013 a sair em 2014. Roque éne role.

sexta-feira, 14 de março de 2014

Há poesia e poesia e esta está muito certa. Deixo-vos pois com Washed Out, banda de um rapazola americano dos anos 80:
"Weekend's almost here now, It's getting warmer outside, it all feels right..."




quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Flume & Ched Faker

Flume à esquerda e Ched Faker à direita.


Trata-se de dois moços autralianos. Vale a pena pesquisar cada um em separado, mas também vão muito bem a acompanhar, ora oiçam: